quarta-feira, 1 de maio de 2013

HOMEM DE FERRO 3 - CRÍTICA

Talvez o filme de super herói mais esperado do ano (ao lado de Superman: Man of Steel), Homem de Ferro 3 ficou abaixo do esperado. Mesmo assim, é sempre bom ver Tony Stark e o Coronel Rhodes sentando o braço em alguns vilões.



Atores

Robert Downey Jr. (Tony Stark) é um excelente ator e não existem duvidas de que ele seja o Tony Stark que Stan Lee pensou quando criou o personagem. Fora das telas, em eventos e cerimônias, o ator adquiriu a personalidade de Stark. Mesmo assim, sua apresentação nesse filme está apenas média. Gwyneth Paltrow assumiu muito bem o papel de Pepper, desde o primeiro filme. O problema, em Homem de Ferro 3, foi o roteiro. O papel que Pepper tem é muito maior que a personagem em si, o que prejudicou a atriz.



Dos atores de primeiro escalão, Guy Pearce foi o melhor. Vilão manipulador, Aldrich Killian se torna um personagem muito interessante, mesmo que o roteiro tenha falhado em fazê-lo.









Roteiro

Começar o filme contando um evento do passado é uma prova de que a trilogia do Homem de Ferro não foi bem planejada como a de Batman. Por exemplo, no primeiro filme a Liga das Sombras é apresentada e, no ultimo, é trazida novamente com Bane. Mesmo assim, o roteiro peca por si só, não apenas no planejamento. A ideia de mudar o nome de “War Machine” do Coronel Rhodes para “Iron Patriot” no meio do filme, sem que isso mude alguma coisa no contexto também atrapalha um pouco o entendimento. Mas esse é só o primeiro - e menor - erro entre os personagens.

Mandarin, nos quadrinhos, ganha seu poder após adquirir 10 anéis adaptados de uma tecnologia alienígena, proveniente de uma nave. Logo de inicio, o filme dá a entender que se passa após a união dos Vingadores, na qual podemos afirmar que houve espaço para que Mandarin conseguisse seus poderes (os 10 anéis). Mesmo assim, o roteiro não explorou essa incrível deixa e, além de tudo, ainda estraga esse personagem incrível. Fazer dele um simples subordinado é uma incrível falta de respeito com o personagem.



O que vale a pena

Do ponto de vista de cinema, o filme realmente não é bom. Filmes de heróis devem ser antes de tudo fiéis aos fãs dos quadrinhos, e o que se fez com Mandarin não deve ser perdoado tão cedo. Mesmo assim, pra quem gosta do Homem de Ferro, o filme vale a pena. As cenas de pancadaria no fim são realmente legais, os efeitos são bons. O 3D, por incrível que pareça, vale a pena. Tony Stark aparece muito mais que o próprio Homem de Ferro e isso foi outro ponto forte. A personalidade da personagem é o que faz do filme - e do herói - uma grande produção. Não é tão bom quanto os dois primeiros, mas com certeza é melhor que muito filme de herói por aí.

Curiosidade

Stan Lee, criador de Homem de Ferro, costuma fazer uma pequena ponta em todos os filmes de seus heróis. Em Homem de Ferro 3 não foi diferente. Ele aparece como jurado em um concurso de beleza.

Ficha técnica: 
Nome do filme: Homem de Ferro 3
Nome original: Iron Man 3 
Direção: Shane Black
Roteiro: Drew Pearce e Shane Black
Elenco: Robert Downey Jr, Gwyneth Paltrow, Don Cheadle, Guy Pearce, Ben Kingsley 
Classificação: 12 anos

Nenhum comentário:

Postar um comentário